01/04/2022

Coren-MT fiscaliza Unidade de Saúde da Família de Rondonópolis

Profissionais de enfermagem trabalham em condições de insalubridade.

Fachada do ESF – Jambrapi. | Foto: Reprodução

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) realizou no dia 23 de fevereiro uma fiscalização na unidade de Estratégia de Saúde da Família de Jambrapi (ESF – Jambrapi) em Rondonópolis. Foram realizados mais de 2 mil atendimentos no mês de Janeiro neste ESF, incluindo a aplicação da vacina contra a Covid-19, porém o local está em condições de insalubridade.

Por ser uma unidade muito procurada para a vacinação contra a Covid-19, com média de 120 vacinas realizadas por dia, a fiscalização objetivava monitorar os casos da doença, devido à Decisão nº 07/2022 do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Contudo, foram encontradas condições precárias da estrutura física do ESF que afetam o trabalho realizado pela equipe de saúde do local.

O relato foi feito pela enfermeira e fiscal que foi até a unidade, Cíntia Ribeiro. Ela descreve que o teto em alguns ambientes está caindo e que há mofo e infiltração nas paredes. Além disso, a unidade possui apenas um banheiro, onde tanto funcionários quanto pacientes utilizam. E ainda, o ESF não tem local adequado para descarte de material contaminado, nem sala de esterilização e depósito para guardar materiais.

Porém, Cíntia afirmou que as notificações competentes à enfermeira já foram cumpridas, mas que não pode notificar a unidade pela estrutura física: “A parte estrutural nós do Coren não notificamos, mas apontamos o que está ruim e encaminhamos para os órgãos competentes para que eles possam resolver essas questões que fogem da nossa alçada”, finalizou a fiscal.

 

Fonte: Ascom / Coren-MT




  • Transparência
  • Ouvidoria
  • logocofen
Open chat
Setor Financeiro