17/03/2022

Deputados votam urgência do Piso da Enfermagem na semana que vem

Reunião de líderes define prazo de 5 semanas para encontrar fontes que amenizem o impacto da medida.

Cofen integrou mobilização pelo Piso Salarial, coordenada pelo Fórum Nacional de Enfermagem no 8 de Março

O projeto de lei que cria o Piso Salarial da Enfermagem brasileira, terá o pedido de urgência votado na próxima semana. Após reunião de lideranças partidárias, houve um acordo para encontrar fonte de receita para a medida em até 50 dias. “Nós iremos votar a urgência na próxima semana, para dar uma sinalização à categoria que estamos tratando com seriedade e com respeito este tema, mas também estabelecemos um compromisso de um cronograma de cinco semanas para, junto com o Senado Federal, encontrarmos maneiras de subsidiar”, declarou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

A matéria tem recebido cada vez mais apoios formais em sua tramitação na Câmara dos Deputados. Até esta quinta-feira (17/03), 12 requerimentos pediam sua inclusão na ordem do dia e um que fosse levado ao plenário. O PL 2564/2020 do Senado prevê piso de R$ 4.750 para enfermeiros e valores proporcionais de 70% para os técnicos e 50% auxiliares e parteiras. “Os valores aprovados são fruto de ampla pactuação e já consideram a realidade orçamentária dos diversos entes afetados”, ressalta a presidente do Cofen, Betânia Santos. O momento político é favorável à categoria, que ganhou destaque mundial por ser protagonista na linha de frente de combate à pandemia de covid-19.

Protocolaram pedidos de inclusão na Ordem do Dia os deputados Felipe Carreras (PSB/PE), Pompeo de Mattos (PDT/RS), Emanuel Pinheiro Neto (PTB/MT), Delegado Antônio Furtado (UNIÃO/RJ), Aline Gurgel (REPUBLICANOS/AP), Dr. Leonardo (SOLIDARI/MT), João Marcelo Souza (MDB/MA), Chico D’Angelo (PDT/RJ), Walter Alves (MDB/RN), Hildo Rocha (MDB/MA), Marx Beltrão (PSD/AL) e Natália Bonavides (PT/RN). Em nome da liderança da minoria, o deputado Alencar Santana Braga (PT/SP) apresentou requerimento para levar a matéria ao plenário.

Trajetória do projeto – O projeto 2564/20 foi aprovado no Senado por unanimidade, após diversas audiências públicas e discussões. Desde o fim do ano passado tramita na Câmara dos Deputados, onde foi criado um grupo de trabalho para definir o custo de sua implementação. Após serem ouvidos diversos setores, ficou estimado em R$ 16 bilhões seu impacto anual. Atualmente o PL está na Mesa Diretora aguardando ser pautado.

Fonte: Ascom – Cofen




  • Transparência
  • Ouvidoria
  • logocofen
Open chat
Setor Financeiro