02/06/2021

Pesquisa investiga nível do sofrimento moral dos enfermeiros na pandemia

Profissionais podem participar da pesquisa respondendo um questionário online.

Com o objetivo de conhecer o nível e a intensidade do sofrimento moral vivenciados por enfermeiros na Espanha, México e Brasil durante a pandemia da Covid-19, pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais, Bioaraba, Investen-Isciii, Universidade de Lleida e da Universidade Autônoma do Estado do México estão realizando uma pesquisa.

Os pesquisadores ressaltam que perceberam que os enfermeiros, durante a pandemia, tiveram que tomar decisões que nem sempre estavam preparados e num contexto até então desconhecido e de grande pressão e estresse emocional. “A dificuldade em tomar algumas dessas decisões faz com que surjam problemas morais, que podem ser a causa do chamado Sofrimento Moral. Nossa intenção é justamente investigar esse fenômeno para traçar estratégias que nos ajudem no dia a dia do trabalho e da vida pessoal e, na medida do possível, nos preparem para situações futuras”.

Na UFMG, a pesquisa é coordenada pela professora da Escola de Enfermagem Carolina da Silva Caram. Ela explica que no Brasil o público-alvo é composto por enfermeiros que atuam ou atuaram na assistência durante a pandemia na região sudeste (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo). “Inicialmente será conduzido um estudo de corte quantitativo, mediante questionário on-line, para conhecer o nível e a intensidade de sofrimento moral e, posteriormente, um estudo qualitativo, por meio de entrevista remota, para compreender as experiências e sentimentos relacionados ao sofrimento moral.

O questionário está disponível neste link. Os interessados em participar da entrevista remota podem entrar em contato com a equipe da pesquisa por meio do e-mail: caram.carol@gmail.com

Fonte: Enfermagem UFMG




  • Transparência
  • Ouvidoria
  • logocofen
Open chat
Setor Financeiro