17/06/2021

Vacinados devem manter as máscaras durante a pandemia

Observatório Covid-19 da Fiocruz aponta cenário de alto risco: 20 estados, além do DF, têm taxas de ocupação de leitos superior a 80%.

O uso de máscara deve ser mantido enquanto durar a pandemia, mesmo após a vacinação contra covid-19. Esta é uma das formas de se evitar o contágio, já que mesmo após a segunda dose são necessários pelo menos 15 dias para que a vacina atinja a eficácia esperada, a produção de antígenos.

Além disso, é imprescindível que a população mantenha outras medidas de biossegurança, como lavar bem as mãos várias vezes ao dia, usar álcool em gel e evitar aglomerações, mesmo ao ar livre.

O último Boletim do Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado este mês (09.06), alerta que o cenário atual da pandemia é de alto risco, exigindo muita atenção e prudência. Pequenas oscilações no número de casos nas últimas semanas, revelam alta taxa de contágio.

Levantamento feito entre os dias 31 de maio e 7 de junho, aponta que 20 estados, além do Distrito Federal, registravam taxas de ocupação de leitos igual ou superior a 80%.

Na avaliação de infectologistas, o uso de máscaras deve ser mantido até que o país consiga, no mínimo, imunizar com a primeira dose da vacina cerca de 50% da população, como ocorre nos Estados Unidos que já superou a marca de 70%.

Robson Fraga – Assessoria de Comunicação




  • Transparência
  • Ouvidoria
  • logocofen